CINEMA EM TEMPOS DE CRISE: Como continuar Criando, Produzindo e Crescendo. Part. 2

Olá Cinema PRO´s! vamos continuar o último artigo que iniciamos na semana passada! recebemos mensagens de muitas pessoas falando sobre a crise, e ela realmente está viva! Caso você não tenha vista o último artigo, clique aqui...

Na sequência, outra etapa importante é constantemente “pensar fora da caixa”, ousar, arriscar e planejar ações que para muitos podem soar completamente vazias de nexo ou de sentido. Com isso, o LAFilm posiciona-se sempre um passo à frente do mercado e abre precedentes para todo a industria brasileira de cinema – por exemplo: mesmo com muitos afirmando que seria uma empreitada impossível em meio à crise econômica mundial, o LAFilm decidiu organizar e investir num festival internacional de grande porte e trazer ao Brasil grandes produtores e realizadores para palestras, seminários e workshops voltados ao cinema e à interpretação. Hoje, quatro anos após a primeira edição, é possível perceber iniciativas parecidas ocorrendo em diversos lugares em nosso país. Temos muito orgulho e alegria de saber que contribuímos com todas essas iniciativas ao mostrar que era possível realizar algo assim! Outro case interessante diz respeito ao modo de produção: infelizmente, no Brasil existe a terrível máxima de que cinema não é feito no Set de gravação, mas sim através de tabelas de excel por conta de toda a burocracia envolvida. Cineastas (e empresas produtoras) passam literalmente meses ou até anos preenchendo papelada, tabelas e formulários para eventualmente produzir seus filmes e projetos. Indo contra tudo e todos, o LAFilm decidiu dar um “basta” às amarras burocráticas reduzindo a papelada ao mínimo e mostrando que lugar de cineasta é no Set! Esse foi sem dúvida um desafio colossal, afinal de contas todo brasileiro sabe que nossa cultura está intrinsecamente atrelada à processos burocráticos, leis de incentivo e editais que exigem produções intermináveis de documentos, planilhas e formulários. Optar por caminhos alternativos e desbravar formas de fazer cinema com qualidade profissional e potencial de mercado sem depender dos mecanismos tradicionais é de dar frio na barriga de qualquer produtor! Mas acreditamos em nosso propósito e a prova disso é que conseguimos manter a média de um longa por ano (isso sem contar com os demais projetos paralelos)! Ainda mais recompensador é perceber que literalmente dezenas de produtoras nasceram dos cursos do LAFilm e um número cada vez maior de filmes de longa metragem tem sido realizado nos mesmos moldes a cada ano! É a sementinha plantada dando frutos!

Finalmente, além de uma equipe de primeira e de estratégias ousadas, é importante ser rigoroso com a qualidade de acabamento dos projetos realizados (sejam esses projetos filmes, peças de teatro ou cursos de cinema e atuação) – o que significa uma quantidade inimaginável de trabalho e dedicação. Embora tenhamos desenvolvido a capacidade de produzir muito, o foco é sempre produzir com qualidade! O rigor e o zelo pela qualidade nos rendeu parcerias e chancelas internacionais incríveis com algumas das maiores universidades e escolas da atualidade (como a New York Film Academy, a Savannah College of Art and Design dentre outras). Com isso, conseguimos reforçar a presença da criação artística brasileira no mercado internacional.

Então essa tem sido nossa “Tríade Sagrada” para perseverar e crescer em tempos de crise: profissionais altamente qualificados, estratégias ousadas e inovadoras, e dedicação extrema para priorizar a qualidade. Em tempo: isso não significa que haja uma fórmula mágica para combater a crise (lembrem-se que o LAFilm vem aplicando e desenvolvendo essa “tríade” há quase uma década!), mas significa, isso sim, que há uma luz grande e forte no fim do túnel, e que essa jornada pode ser recompensadora desde que você esteja disposto a desbravar esses três caminhos delineados! Nosso saldo? Além dos projetos lançados e comercializados e das parcerias internacionais já citadas, colecionamos com honra e orgulho prêmios no mundo todo (incluindo “Excelência em Cinema” no Festival Internacional do Canadá, “Escolha do Curador” na Universidade de Harvard e “Prêmio Humanitário” no Festival Internacional de Sedona) e acompanhamos com alegria as carreiras brilhantes de quase 3 mil alunos que já passaram por nós e hoje conquistam posições nas maiores produtoras e emissoras de TV no Brasil além de prêmios em festivais como Cannes (França) e Tyrant de Mobile (Espanha).

Tristan e Amanda

TRISTAN ARONOVICH e AMANDA MAYA são atores e cineastas premiados internacionalmente. Um de seus filmes mais recentes, “Alguém Qualquer”, foi finalista para representar o Brasil no Oscar® 2016. Suas produções foram compradas e exibidas pela SONY, FOX, FX, WARNER, PARAMOUNT, TURNER, PRIME BOX BRAZIL dentre outros. Atualmente residem em Los Angeles e dirigem o Latin American Film Institute (LAFilm).

Website: http://www.cinemapro.com.br

2 Comentários

  1. Regis Terencio

    Muito relevante, Tristan.

    Parabéns pelo site e pelo conteúdo. Concordo contigo quando fala de caminhos possíveis apesar da crise. Afinal, se há ‘crise’, também há oportunidade. Depende da cosmovisão e decisão de cada um: assistir noticiário e reclamar da vida OU tirar proveito da situação presente.

    Keep it up!

    Regis Terencio
    http://www.atormemoravel.com

    • Olá Regis,
      Concordo com tudo que você disse e assino embaixo, obrigada por ler o artigo e continue participando.
      Abraços.

Deixe uma resposta para Regis Terencio Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *